segunda-feira, 10 de Maio de 2010

segunda-feira, 3 de Maio de 2010

Energias Renováveis e Não Renováveis


Renováveis
Os combustíveis renováveis são combustíveis que usam como matéria-prima elementos renováveis para a natureza, como a cana-de-açúcar, utilizada para a fabricação do álcool e também de vários outros vegetais como a mamona utilizado para a fabricação do biodiesel ou outros óleos vegetais que podem ser usados directamente em motores diesel com algumas adaptações.
Não-Renováveis
Os combustíveis fósseis são fontes não-renováveis de energia: não é possível repor o que gastamos. Em algum momento vão acabar e podem ser necessários milhões de anos de evolução semelhante para poder contar novamente com eles. São aqueles cujas reservas são limitadas e estão sendo devastadas com a utilização. As principais são a energia nuclear e os combustíveis fósseis (petróleo, gás natural e carvão).

segunda-feira, 19 de Abril de 2010

segunda-feira, 22 de Março de 2010

A água, o solo e o ar-Sustentabilidade...



A água é um bem fundamental para o nosso planeta.
Mais de 60% do nosso corpo é constituído por água, e esta é indispensável, visto que todo o metabolismo é determinado em reacções desenvolvidas em meio aquoso.

O solo é um recurso finito, limitado e não renovável, face às suas taxas de degradação potencialmente rápidas, que têm vindo a aumentar nas últimas décadas (pela pressão crescente das actividades humanas) em relação às suas taxas de formação e regeneração extremamente lentas.

segunda-feira, 8 de Fevereiro de 2010

Sustentabilidade

Neste trabalho mostramos a sustentabilidade no geral

segunda-feira, 7 de Dezembro de 2009

Educação para os média


A educação para os média é um processo que começa cedo, desde logo em casa, a partir do momento em que a criança é capaz de descodificar um som ou imagem. Ela continua no quadro das suas experiências com os amigos, estende-se na escola em todas as disciplinas e determina-se na idade adulta, no seu envolvimento pessoal e colectivo de cidadão.

segunda-feira, 30 de Novembro de 2009

Educação para o consumidor


Vivemos numa sociedade muito consumidora. Somos, aliás, consumidores para toda a vida. Esta situação é completamente nova, em termos civilizacionais, iniciou-se depois da segunda guerra mundial quando nos países da América do Norte, da Europa Ocidental e em algumas regiões da Ásia e da Oceania se instalou um modelo económico assente na produção, distribuição e consumo de massas.